021444

Pílula do dia seguinte (contraceptivo de emergência)

O que é?

Trata-se de um método contraceptivo de emergência,
em comprimidos, que só deve ser usado quando o anticoncepcional principal tiver falhado. Este método
não substitui a camisinha, pois não previne contra
doenças sexualmente transmissíveis.
A eficácia do método.1 Utilizado
corretamente.

(usada em até 72 horas
após relação desprotegida1
Com que frequência
devo me preocupar
com ela?
Apenas em
casos especiais.
Como funciona? Não é bem conhecido, porém supõe-se que, dependendo da fase do ciclo menstrual, possa ocorrer uma alteração em vários mecanismos envolvidos na fertilização: inibição ou retardo da ovulação, alteração do transporte ovular na trompa, prejuízo da capacitação dos espermatozoides e interferência na fertilização. Não foi demonstrado efeito na implantação do ovo, e não há interrupção de gestação após a nidação.2
Pílula do dia seguinte (contraceptivo de emergência)
Programe um alerta para não esquecer seu método contraceptivo - e nunca precisar de contraceptivo de emergência! Lembrador

Como usar

Como usar Pílula do dia seguinte
Existem pílulas do dia seguinte que possuem um ou dois comprimidos. É importante que você tome o primeiro (ou único) comprimido em até 72 horas após a relação sexual e o segundo (se houver), após 12 horas da ingestão do primeiro.2
Fontes:
1. Federação Brasileira das Associações de Ginecologia e Obstetrícia (FEBRASGO). Critérios Médicos de Elegibilidade da OMS para Uso de Métodos Anticoncepcionais, 4ª edição. São Paulo, 2009.
2. Rossi P, Ribeiro RM, Baracat, EC. Manual de ginecologia de consultório. 1ª reimpressão da 1ª edição. São Paulo: Atheneu, 2007.
Conheça melhor cada método